Polémica

Pablo Hasél: o rapper detido por incentivar a violência e atacar a coroa

Pablo Hasél: o rapper detido por incentivar a violência e atacar a coroa

A liberdade de expressão tem sido, há vários anos, a arma de defesa do "rapper" espanhol Pablo Rivadulla Duró, conhecido como Pablo Hasél. Autor de várias letras inflamatórias, foi agora condenado à prisão por fazer uso de versos em que glorificava o terrorismo e insultava a coroa espanhola.

Todavia, o também poeta, nascido em Lleida, já vinha a dar que falar pelas mensagens divulgadas na sua página da rede social Twitter, que foram, inclusive, usadas contra ele em tribunal.

As malhas da Justiça não são estranhas ao "rapper", que se diz "injustiçado", insistindo que, hoje, foi ele, mas "amanhã pode ser outra pessoa" a ser detida "por denunciar os culpados de lixar tantas vidas".

Em 2014, o artista foi condenado pelo conteúdo ameaçador de várias músicas postadas no YouTube; em 2017, por crime de resistência ou desobediência à autoridade e, em 2018, por arrombamento.

Há quatro anos, um tribunal aplicou-lhe uma multa pelos versos dirigidos ao presidente da Câmara de Lleida, Àngel Ro: "Malborn Angel, mereces um tiro, vou esfaquear-te, arruinaste-me, vou arrancar-te a pele em tiras". Ana Sofia Rocha

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG