França

Pai do assassino de Toulouse quer processar Estado pela morte do filho

Pai do assassino de Toulouse quer processar Estado pela morte do filho

O pai de Mohamed Merah, o alegado assassino em série abatido na quinta-feira em Toulouse, anunciou, esta segunda-feira, que pretende processar o Estado francês "por ter matado" o seu filho.

"Quero contratar os melhores advogados e trabalhar o resto da minha vida para lhes pagar. Quero apresentar queixa contra a França por ter matado o meu filho", afirmou à AFP Mohamed Benalel Merah.

"A França é um grande país, que tinha meios para parar o meu filho vivo. Eles podiam tê-lo derrubado com gás e pará-lo, mas preferiram matá-lo", disse ainda.

Mohamed Merah, de 23 anos, foi morto na quinta-feira numa operação de uma unidade de elite da polícia francesa no seu apartamento, em Toulouse, depois de um cerco de 32 horas.

Segundo a polícia, Merah admitiu ter assassinado sete pessoas na região de Toulouse, na semana passada, sendo três militares de origem magrebina, um professor e três crianças de um escola judaica.