Japão

Pai mata filho por não ter estudado para a prova de ingresso

Pai mata filho por não ter estudado para a prova de ingresso

Um japonês esfaqueou o filho, de 12 anos, com uma faca de cozinha, no último domingo, em Nagoya, Japão, após uma discussão familiar. O menino acabou por não resistir aos ferimentos.

Kengo Satake, de 48 anos, confessou às autoridades locais que discutiu com o filho, por ele não ter estudado o suficiente para uma prova de acesso à escola privada, segundo a rede de rádio e televisão pública japonesa, NHK.

Após o incidente, a criança foi transportada de imediato pelo pai até ao hospital, mas Ryota acabou por morrer quando chegou, de acordo com as declarações policiais à agência francesa de Imprensa, AFP.

PUB

O menino estava a tentar entrar numa das principais escolas privadas japonesas da província de Aichi, mas pessoas próximas da família da vítima afirmaram que o pai o repreendia regularmente por causa dos seus estudos.

A competição para a entrada de alunos para as melhores escolas no Japão é elevada. A admissão de um estudante nestas instituições é tem um impacto decisivo para o futuro de uma criança.

O pai da criança acabou detido, após a polícia ter recebido um telefonema dos funcionários do hospital. A mãe do menino estava a trabalhar quando o incidente ocorreu, segundo o jornal "Asahi Shimbun".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG