EUA

"Pai, sou gay!"

Um soldado das Forças Armadas dos EUA decidiu contar ao pai que é homossexual. Foi com as palavras "Pai sou gay!" que o militar de 21 anos anunciou, por telefone, a orientação sexual. Uma conversa que gravou com a webcam e colocou no Youtube. Veja o vídeo.

A notícia não foi dada ao pai por acaso. A lei americana "Don't ask, Don't tell" (não perguntes, não digas) terminou, na passada terça-feira. Com o fim do tabu da homossexualidade dos militares, o soldado não quis perder mais tempo e divulgou ao pai e ao mundo que é gay.

Segundo o diário norte-americano "Washington Post", o soldado chama-se Randy Phillips e gravou o vídeo em directo da base aérea de Ramstein, na Alemanha. O soldado confessou estar nervoso. Quando o pai atendeu, perguntou-lhe se o amava e só depois lhe contou a novidade.

Há 18 anos que a lei contra os homossexuais estava em vigor e, depois de um debate apaixonado, gays e lésbicas já não têm que esconder a sua orientação sexual. Segundo Leon Panetta, secretário da Defesa, este foi um "dia histórico".

Neste período de 18 anos, cerca de 14 mil soldados foram afastados das forças armadas por causa da orientação sexual. "Trata-se de homens e mulheres que colocam a sua vida em risco para defender o país e isso é que importa", lembrou Panetta.

O secretário da Defesa afirma que este é um feito que reforça os valores da igualdade e dignidade para todos os que fundaram a América.

PUB

O Pentágono tem agora seis meses para preparar as Forças Armadas para a recepção dos soldados homossexuais nas fileiras.

"Mais de 97% dos 2,3 milhões de homens e mulheres soldados foram preparados e receberam uma formação, recordando as noções de tolerância e da vida privada antes da introdução da nova lei", disse o secretário da Defesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG