O Jogo ao Vivo

Inglaterra

Pais detidos depois de filha de dois anos cair da janela a 12 metros de altura

Pais detidos depois de filha de dois anos cair da janela a 12 metros de altura

Um homem de 29 anos e uma mulher de 26 foram detidos por negligência infantil depois de a filha, de dois anos, ter caído da janela do quarto, a uma altura de cerca de 12 metros, em Portsmouth, Hampshire, Inglaterra.

A criança está no hospital em estado considerado grave, embora estável. Os pais foram detidos por suspeita de negligência infantil, posse de droga e porte de arma, mas foram libertados sob fiança.

Alguns vizinhos descreveram à imprensa britânica o "horror" vivido na noite de quinta-feira. Emma Reilly, 31 anos, testemunhou o acidente e disse que a criança caiu em cima de uma caixa de metal que estava na rua, o que amparou a queda. De outra forma, a menina "teria morrido", disse a vizinha.

"Ouvi um estrondo enorme na rua e pensei que alguém havia sido atropelado. Mas quando olhei pela janela, vi o bebé deitado no chão", contou Emma.

"Gritei para chamar a mãe, que obviamente estava no banho porque tinha uma toalha na cabeça, e ela foi à janela ver o que tinha acontecido. Gritei 'é o teu bebé, é o teu bebé'. Foi horrível ver aquilo", recordou a testemunha, acrescentando que a criança caiu numa cabine telefónica em frente a dois adolescentes.

"Trouxemos o irmão de oito anos para mantê-lo afastado daquele cenário, mas ele estava confuso, então tivemos de lhe dizer que foi uma idosa que caiu", explicou Emma. "Ele perguntou por que é que a mãe estava a chorar e dissemos que foi por causa da senhora que caiu". "[A mãe] estava sempre a perguntar: 'Ela vai ficar bem? Ela vai ficar bem?'", acrescentou Karen Marsh, outra vizinha.

A Polícia de Hampshire disse que estão a decorrer as investigações ao caso.

PUB

"A menina está a ser tratada no Hospital Geral de Southampton, onde o seu estado é descrito como grave, mas estável", disse um porta-voz da Polícia.

"Podemos confirmar que um homem de 29 anos e uma mulher de 26 anos, ambos de Portsmouth, foram detidos por suspeita de negligência de uma criança por causar sofrimento/lesão desnecessários, posse de uma arma de descarga líquida/gasosa/elétrica de um objeto nocivo incapacitante e posse de uma droga de classe B".

"Ambos foram libertados sob fiança da polícia enquanto as investigações continuam, mas nenhuma ação adicional será tomada em relação à posse de arma", informou aquela autoridade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG