Covid-19

Países Baixos flexibilizam novamente medidas de restrição

Países Baixos flexibilizam novamente medidas de restrição

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, anunciou esta sexta-feira uma flexibilização das restrições contra a covid-19 nos Países Baixos, onde o uso de máscara só será agora obrigatório nos transportes públicos e nas escolas de ensino secundário.

A nova série de medidas entrará em vigor a 26 deste mês, disse Rutte numa conferência de imprensa.

A partir desta data, o uso de máscara deixará de ser obrigatório onde o distanciamento social puder ser respeitado, à exceção dos transportes públicos e do ensino secundário.

Os bares, restaurantes e discotecas poderão reabrir as portas aos clientes que apresentarem resultados negativos com antecedência válida.

Também a partir de 26 de junho, os cafés e restaurantes poderão transmitir jogos de futebol do Campeonato da Europa de Futebol (Euro2020), em televisões de ecrã gigante interna e externamente, mas desde que os clientes possam sentar-se a 1,5 metros de distância.

"Os Países Baixos estão a dar um grande passo" no caminho para uma vida sem restrições, disse o primeiro-ministro holandês.

Em meados de agosto, prosseguiu Rutte, o Governo vai avaliar a possibilidade de pôr também cobro ao distanciamento social.

PUB

Desde 5 deste mês, os restaurantes puderam, mais uma vez, receber os clientes no interior.

Antes disso, o Governo holandês já havia acabado com o recolher obrigatório e permitido que restaurantes e cafés recebessem clientes no terraço.

Desde o início da pandemia de covid-19, os Países Baixos, com uma população de pouco mais de 17 milhões, acumulou mais de 1,5 milhões de casos de covid-19, doença associada à morte de mais de 17 mil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG