Covid-19

Países Baixos são o primeiro país da Europa Ocidental com novo confinamento parcial

Países Baixos são o primeiro país da Europa Ocidental com novo confinamento parcial

Os Países Baixos irão ser o primeiro país da Europa Ocidental a regressar ao confinamento parcial, a partir do próximo sábado, uma decisão provcada pelo recorde de novas infeções de covid-19.

O primeiro-ministro neerlandês, Mark Rutte, irá falar ao país, esta sexta-feira, para anunciar o que irá mudar no território holandês durante pelo menos três semanas.

Segundo a TV "NOS", entre as medidas estarão o encerramento de bares, restaurantes e lojas não essenciais, a partir das 19 horas.

As reuniões em casa serão limitadas a quatro pessoas e o teletrabalho também irá ser privilegiado. No entanto, os cinemas e teatro provavelmente permanecerão abertos.

As competições desportivas irão continuar, mas à porta fechada, o que significa que o jogo entre os Países Baixos e a Noruega, na próxima terça-feira, irá ter esse condicionamento.

Estas mudanças ocorrem num momento que o país esta a bater recordes diários de casos positivos. Na passada quinta-feira, houve num total de 16 364 novas infeções.

PUB

Até outubro, o governo insistia que a taxa de vacinação de 69% da população totalmente vacinada é relativamente alta, comparativamente à média da UE de 65,8% de vacinação completa, o que significaria que poderiam relaxar as restrições até ao final do ano.

Mas, à medida que uma nova vaga ganha velocidade na Europa, para além dos Países Baixos, vários países estão a ponderar introduzir medidas mais rígidas.

A Alemanha já começou a limitar a entrada em bares, discotecas e restaurantes apenas às pessoas que tenham a vacinação completa ou às que recuperaram recentemente da doença. A província mais afetada da Áustria, a Alta Áustria, planeia confinar milhões de pessoas que não foram totalmente vacinadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG