Mundo

Ex-mulher do antigo piloto Jacky Ickx atacada à catanada em Moçambique

Ex-mulher do antigo piloto Jacky Ickx atacada à catanada em Moçambique

Uma cidadã belga, ex-mulher do antigo piloto de Fórmula-1 Jacky Ickx, foi atacada à catanada, durante um assalto à sua residência no norte de Moçambique, tendo ficado com uma mão decepada.

Segundo noticiam esta quarta-feira jornais belgas, o assalto ocorreu na madrugada de sábado, na região de Pemba, capital da província de Cabo Delgado e foi levado a cabo por três homens que se introduziram no quarto da mulher.

Quando se tentava proteger, a vítima, de 56 anos, teve uma mão decepada por um golpe de catana.

Na zona reside um casal de aristocratas belgas que ajudaram a sua conterrânea, enquanto o ex-marido, Jacky Ickx, solicitou o apoio do príncipe Alberto II do Mónaco para a levar para a África do Sul, onde foi operada.

A criminalidade é um fenómeno raro naquela região, um dos grandes destinos turísticos de Moçambique, que, no entanto, conhece um acelerado desenvolvimento causado pela descoberta de gigantescas reservas de gás natural, ao largo da sua costa.

O piloto belga Jacky Ickx, 69 anos, competiu na Fórmula 1 entre 1969 e 1979, tendo vencido seis grandes prémios, e obteve igual número de vitórias nas 24 Horas de le Mans, onde correu entre 1969 e 1982.