Guiné-Bissau

TAP retoma ligação à Guiné-Bissau com 78 passageiros a bordo

TAP retoma ligação à Guiné-Bissau com 78 passageiros a bordo

O voo da TAP com destino a Bissau partiu de Lisboa, às 09.33 horas, com 78 passageiros a bordo, retomando uma ligação aérea interrompida desde 12 de abril devido ao golpe de Estado na Guiné-Bissau.

Setenta e oito pessoas seguiram viagem no voo da TAP TP3221 que partiu de Lisboa rumo a Bissau, esta segunda-feira, disse à agência Lusa fonte da transportadora aérea portuguesa.

Segundo a mesma fonte, no voo que retomou uma ligação aérea interrompida desde 12 de abril devido ao golpe de Estado na Guiné-Bissau, seguiram metade das pessoas que a companhia aérea tinha previsto.

"Neste período de instabilidade, o tráfego aéreo ainda está a ser afetado", disse a mesma fonte, explicando que o voo vai durar cerca de 04.20 horas, após o qual o avião fará uma escala de cerca de uma hora em Bissau antes de regressar a Lisboa.

O espaço aéreo da Guiné-Bissau está aberto desde quinta-feira, depois de um anúncio feito pelo chefe do Estado-Maior da Força Aérea, o general Papa Camará.

Na mesma altura, Papa Camará afirmou que as condições de segurança para qualquer companhia voar para a Guiné-Bissau "estão garantidas", sublinhando que o golpe de Estado de 12 de abril não impede ninguém de entrar ou sair do país.

O general destacou que desde que o Comando Militar (instituição que na prática controla o país desde o golpe de Estado) emitiu uma nota autorizando a reabertura do espaço aéreo, não faz sentido solicitar medidas excecionais de segurança.

PUB

Nelson Dias Alves, oficial de informação aeroportuária, disse que todas as companhias que operam no aeroporto internacional Osvaldo Vieira de Bissau receberam, via eletrónica, a informação da reabertura do espaço aéreo da Guiné-Bissau.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG