Mundo

União Africana suspende Guiné-Bissau

União Africana suspende Guiné-Bissau

A União Africana suspendeu, esta terça-feira, com efeitos imediatos, a Guiné-Bissau, na sequência do golpe de Estado levado a cabo por militares na quinta-feira.

O anúncio foi feito a partir de Addis Abeba, capital da Etiópia, por Ramtane Lamamra, presidente do Conselho de Paz e Segurança daquela organização regional, que conta com 54 países-membros.Citado pelas agências internacionais, o dirigente adiantou que a União Africana está a estudar ainda as possibilidades de adotar sanções e de mobilizar uma "força de estabilização", duas medidas propostas no sábado por outra organização regional, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).