Vaticano

Papa Francisco teve febre, mas os exames estão normais

Papa Francisco teve febre, mas os exames estão normais

O Papa Francisco, que foi submetido a uma cirurgia ao intestino no último domingo, "manifestou um episódio febril" na noite de quarta-feira, mas os seus exames de rotina e análise clínica estavam normais, confirmando a sua recuperação, informou o Vaticano, esta quinta-feira.

Na quarta-feira, o "Papa Francisco teve um dia tranquilo, alimentando-se e movimentando-se de forma autónoma", relatou o Vaticano sobre o quarto dia de internamento do chefe da igreja católica no Hospital Gemelli, em Roma.

"À noite, manifestou um episódio febril. Esta manhã [quinta-feira], foi submetido a exames de rotina, microbiológicos e a uma tomografia computadorizada de tórax e abdómen, com resultado negativo", acrescenta o boletim.

Segundo a nota do porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, no Hospital Gemelli, o papa "quis manifestar a sua paterna proximidade às crianças internadas no departamento de Oncologia Pediátrica e Neurocirurgia Infantil, enviando-lhes a sua afetuosa saudação".

"Neste momento, dirige seu pensamento a todos os que sofrem, exprimindo a sua proximidade aos enfermos, especialmente aos mais necessitados", acrescenta o comunicado divulgado em várias línguas.

O papa deverá permanecer no hospital "durante cerca de uma semana", "salvo complicações", conforme anúncio feito pelo Vaticano na segunda-feira.

PUB

O pontífice argentino, que acompanha o noticiário no seu quarto, enviou um telegrama para expressar a sua "tristeza" e condenar "toda forma de violência como meio de resolver crises e conflitos", após o assassinato do presidente do Haiti, Jovenel Moise. Na mensagem, o Papa Francisco enviou "as suas condolências ao povo haitiano" e também à esposa do presidente, Martine Moise, gravemente ferida e transferida de avião para Miami.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG