Mundo

Papa lamenta que resgatar bancos seja mais importante que salvar refugiados

Papa lamenta que resgatar bancos seja mais importante que salvar refugiados

O papa Francisco lamentou, este sábado, que sejam destinadas "somas escandalosas" de dinheiro para salvar bancos em dificuldades, mas não se invista "nem uma milésima parte" na ajuda a refugiados e migrantes.

"Que se passa no mundo de hoje que, quando um banco entra em bancarrota, aparecem imediatamente somas escandalosas para o salvar, mas quando há esta bancarrota da humanidade, não há nem uma milésima parte para salvar esses irmãos que sofrem tanto?", questionou o papa, citado pela agência EFE.

O papa falava no encerramento do III Encontro Mundial de Movimentos Populares, para membros de organizações que trabalham com populações carenciadas e que juntou em Roma cerca de 5.000 participantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG