Pesca

Paris volta ameaçar Londres por incumprimento no acordo de pescas

Paris volta ameaçar Londres por incumprimento no acordo de pescas

O Reino Unido corre o risco de vir a conhecer "restrições ao mercado único" se não respeitar o acordo do Brexit devido à concessão do acordo de pescas, disse o secretário de Estado francês dos Assuntos Europeus.

"Se os britânicos não respeitarem o acordo, não vão ter acesso de forma livre ao nosso mercado no futuro, disse Clémente Beaune ao canal France 2, referindo-se ao bloco europeu.

O acordo do Brexit estabelece que os pesqueiros da União Europeia podem continuar a faina em águas sob jurisdição britânica, mas sob a condição de obtenção de licenças autorizadas por Londres - sobre a base de "direitos adquiridos" pelo trabalho no passado.

O secretário de Estado dos Assuntos Europeus do executivo de Paris disse que entre os próximos dias 4 e 6 de janeiro vão realizar-se reuniões com os comissários europeus para a definição do processo contencioso que a França pediu a Bruxelas para abrir contra o Reino Unido devido às licenças de pesca, por considerar que não recebeu todas as licenças de pesca a que tem direito.

A Comissão Europeia tinha estabelecido o dia 10 de dezembro como data limite para as negociações.

A França considerou a data um ultimato, assinalando que tinha obtido 1.034 licenças de pesca, mas que ainda faltavam outras 74.

Para o secretário de Estado francês, o "sinal" que os europeus enviam ao Reino Unido sobre a matéria pode incluir "represálias em relação a direitos aduaneiros e outros".

PUB

Clémente Beaune disse também que é "importante" que as "sanções sejam europeias", insistindo para que o assunto não se limite a uma crise bilateral entre Paris e Londres.

O secretário de Estado recordou a mensagem de França enviada à nova equipa de negociadores britânicos que substitui David Frost (que se demitiu no sábado passado) referindo que a "estratégia [britânica] que pretende dividir a União Europeia nunca funcionou".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG