Estrasburgo

Parlamento Europeu multa eurodeputado búlgaro acusado de fazer saudação nazi

Parlamento Europeu multa eurodeputado búlgaro acusado de fazer saudação nazi

Um eurodeputado nacionalista búlgaro foi multado com um corte de seis dias de salário por ter feito, na sessão plenária de fevereiro, um gesto "entendido como uma saudação nazi", anunciou hoje a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola.

"Decidi aplicar uma sanção a Angel Dzhambazki pelo seu comportamento inadequado em 16 de fevereiro de 2022, quando esticou o braço ao sair da [sessão] plenária, num gesto que foi entendido como uma saudação nazi", declarou Metsola, na abertura do dia de debates no Parlamento Europeu (PE), que está reunido em Estrasburgo, França.

A multa, de acordo com o regimento do PE, ascende a cerca de 2.000 euros.

A líder do PE considerou que o gesto "atentou contra a dignidade e a reputação" da instituição, acrescentando que o eurodeputado já está informado da decisão, da qual pode recorrer.

Dzhambazki, que antes de sair do hemiciclo se virou para as bancadas e esticou o braço com a palma da mão virada para fora, negou ter feito a saudação nazi, dizendo que estava apenas a despedir-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG