O Jogo ao Vivo

GERB

Partido da direita conservadora vence eleições na Bulgária

Partido da direita conservadora vence eleições na Bulgária

A contagem final dos votos das eleições gerais da Bulgária no domingo confirmou a vitória do antigo primeiro-ministro Boyko Borisov e do seu partido de direita conservadora, GERB, com 25,4%, anunciou, esta segunda-feira, a comissão de eleições.

Em segundo lugar ficou aquele que era o primeiro-ministro até junho, o reformista pró-europeu Kiril Petkov, do partido Continuamos a Mudança, com 20,2% dos votos.

No total, sete partidos entraram no parlamento, tendo ficado de fora o populista ITN, que havia sido o mais votado nas eleições em julho do ano passado.

PUB

As eleições de domingo foram as quartas em menos de 18 meses e não há qualquer indicação de que o resultado ajude a quebrar o impasse político no país, membro da União Europeia (UE) e da NATO.

Terceiro, atrás dos dois grandes partidos, com 13,6% dos votos, ficou o DPS, de minoria turca, um aliado tradicional do GERB (Cidadãos para o Desenvolvimento Europeu da Bulgária) e que tem sido associado a casos de corrupção.

A formação ultra-nacionalista anti-NATO e anti-UE Vazrazhdane (Renascimento) ficou em quarto lugar com 10,2% dos votos, à frente do partido socialista pró-russo BSP, com 9,3%.

Além disso, o partido pró-europeu "Bulgária Democrática", um aliado de Petkov, entrou no parlamento com 7,4% dos votos, enquanto a Bulgária em Ascensão, liderada por um antigo ministro da defesa pró-russo, obteve 4,6%.

Na situação atual, parece não haver solução à vista para a crise política dos últimos dois anos, sem capacidade de formar maiorias estáveis.

As eleições antecipadas seguem-se ao derrube do governo de Kiril Petkov, em junho, que perdeu uma moção de censura no parlamento, apenas seis meses após tomar posse.

A iniciativa da moção de censura partiu do GERB, de Borisov, que esteve anteriormente uma década no poder.

Com cerca de sete milhões de habitantes, aquele país eslavo dos Balcãs, de religião ortodoxa e tradicionalmente próximo de Moscovo, foi às urnas dividido em relação à guerra na Ucrânia, que a Rússia iniciou em 24 de fevereiro deste ano.

O governo de Petkov recusou pagar a Moscovo os fornecimentos de gás na moeda russa, o rublo, e expulsou da Bulgária 70 funcionários diplomáticos russos.

O governo interino entretanto nomeado adotou uma abordagem mais suave em relação à Rússia.

Membro da NATO desde 2004, e da UE desde 2007, a Bulgária tinha o Produto Interno Bruto (PIB) "per capita" mais baixo da UE em 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG