Mau tempo

Passagem da depressão Elsa em Espanha já fez três mortos

Passagem da depressão Elsa em Espanha já fez três mortos

Pelo menos três pessoas morreram até ao momento em Espanha devido ao mau tempo provocado pela depressão Elsa, registando-se igualmente elevados danos materiais e vários cortes de estradas, segundo um novo balanço das autoridades espanholas.

Na quinta-feira, as autoridades espanholas confirmaram uma vítima mortal, um homem que tinha morrido na localidade de Puenxo, nas Astúrias.

O novo balanço, citado pela agência espanhola EFE, precisou que uma das duas novas vítimas mortais é um homem de 51 anos que morreu esta sexta-feira em Vegas del Condado, na província de León, quando o trator que conduzia caiu num rio local.

A outra vítima mortal foi registada, ainda na quinta-feira, em Santiago de Compostela (região da Galiza).

A par dos ventos fortes, a passagem da depressão Elsa em Espanha provocou inundações, cortes de estradas, encerramento de escolas - mais de mil crianças estão sem aulas - e queda de árvores.

Em Portugal, a passagem da depressão Elsa, em deslocação de norte para sul, provocou dois mortos, um desaparecido e deixou perto de 80 pessoas desalojadas, registando-se entre quarta-feira e as 12 horas desta sexta-feira cerca de 7000 ocorrências, na sua maioria inundações e quedas de árvore.

Num balanço feito ao início da tarde, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) referiu que os distritos mais afetados são Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra, Braga e Lisboa.

Segundo a Proteção Civil, até às 20 horas deverá verificar-se um agravamento do estado do tempo, sendo depois expectável que a situação comece a estabilizar.

O mau tempo provocou também danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região centro.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tem hoje sob aviso laranja (o segundo mais grave) 12 distritos de Portugal continental e a costa norte da Madeira devido sobretudo à agitação marítima.

Leiria, Santarém e Portalegre estão sob aviso laranja também devido às previsões de precipitação forte durante a tarde.

O IPMA alertou para os efeitos de uma nova depressão, denominada Fabien, que atingirá Portugal no sábado, em especial o norte e o centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 quilómetros por hora no litoral norte e centro e 120 quilómetros por hora nas terras altas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG