Mundo

Passos salienta que medidas impopulares não impediram reeleição de Cameron

Passos salienta que medidas impopulares não impediram reeleição de Cameron

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, felicitou esta sexta-feira a reeleição de David Cameron como primeiro-ministro do Reino Unido, notando que a "penalização" que as sondagens indicavam não aconteceu nas eleições inglesas de quinta-feira.

"Felicito-o, em particular porque é sabido que o meu colega, apesar de não estar no euro, desenvolveu nestes anos uma política de recuperação económica que envolveu a tomada de medidas difíceis e que não eram populares. Muitas vezes, quando se olhava para as sondagens, pensava-se que a penalização que ia resultar dessas políticas ia ser muito maior do que foi", disse, aos jornalistas, em Florença, onde encerra, esta sexta-feira à tarde, a conferência sobre o Estado da União.

Embora tenha salientado que este resultado dos conservadores ingleses, que conseguiram sozinhos ter maioria absoluta nas eleições desta quinta-feira, "não pode ser extrapolado para outros países", o primeiro-ministro fez notar que os ingleses não penalizaram um Governo que tomou medidas difíceis, dando a entender que o mesmo pode acontecer em outubro em Portugal.

Outras Notícias