Espanha

Pedro Sánchez não passa na primeira votação do Parlamento espanhol

Pedro Sánchez não passa na primeira votação do Parlamento espanhol

O líder do PSOE não reuniu votos suficientes para ser investido como primeiro-ministro de Espanha, este domingo de manhã. Pedro Sánchez teve 166 votos a favor, 165 votos contra e 18 abstenções.

A primeira votação de investidura de Pedro Sánchez como primeiro-ministro de Espanha não foi aprovada, como já se previa, por maioria absoluta. Eram necessários 176 votos favoráveis, mas o líder do PSOE, que venceu as eleições legislativas a 10 novembro do ano passado, teve apenas 166 votos a favor.

A investidura de Pedro Sánchez passa para a próxima terça-feira, às 12 horas, onde deverá ser aprovado por maioria simples.

Sánchez assinou um acordo de governação com o Podemos, de Pablo Iglesias, e com outros partidos mais pequenos nacionais e regionais. A Esquerda Republicana Catalã deverá abster-se na votação, viabilizando a investidura de Sánchez.

O debate parlamentar deste domingo ficou marcado por alguma agitação nas bancadas, com acusações de "autoritarismo" ao Rei de Espanha por parte do EH-Bildu, partido nacionalista basco.

Do outro lado do espectro político, a direita e extrema-direita defenderam Felipe VI e gritaram "longa vida ao Rei".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG