O Jogo ao Vivo

Caça ilegal

Pele de tigre protegido e quatro fetos encontrados na Indonésia

Pele de tigre protegido e quatro fetos encontrados na Indonésia

A pele de um tigre-de-sumatra, uma espécie protegida na Indonésia, e quatro fetos num frasco foram encontrados naquele país. Cinco pessoas foram detidas por caça ilegal. A espécie de tigres é extremamente ameaçada, com menos de 400 animais selvagens.

De acordo com a BBC, ainda não é certo que os quatros fetos tenham sido retirados do tigre adulto cuja pele foi tirada. Estes animais nascem cegos e são totalmente dependentes da mãe nos primeiros meses de vida.

Segundo as autoridades, os suspeitos foram detidos depois de a Polícia ter recebido uma denúncia. Dois dos cinco detidos seriam os vendedores e podem enfrentar uma pena máxima de cinco anos de prisão e uma multa de 100 milhões de rupias (cerca de 6400 euros).

A subespécie de tigres das Ilhas da Sonda foi outrora encontrada nas ilhas indonésias de Java, Bali e Sumatra. Agora, são encontrados apenas nesta última.

"A crescente desflorestação e a caça ilegal desenfreada significam que essa nobre espécie pode ser extinta como os colegas de Java e Bali", alerta a WWF - World Wide Fund for Nature, uma ONG que ajuda na conservação de espécies em risco. "Na Indonésia, qualquer pessoa apanhada a caçar tigres pode enfrentar pena de prisão e multas pesadas. Mas, apesar do aumento dos esforços na conservação de tigres - incluindo o fortalecimento da capacidade de aplicação da lei e de combate à caça ilegal -, ainda há um mercado substancial em Sumatra e noutras partes da Ásia para peças e produtos de tigres", lamenta a organização, citada pela BBC.

De acordo com a rede de monitorização do comércio de animais selvagens Traffic, a caça ilegal é responsável por quase 80% das mortes de tigres-de-sumatra, num total de 40 mortes por ano. Em certas zonas da Ásia, há quem acredita que algumas partes do tigre, como os ossos, têm valor medicinal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG