Mundo

Pelo menos 20 mortos no ataque da Al-Qaeda no Burkina Faso

Pelo menos 20 mortos no ataque da Al-Qaeda no Burkina Faso

O ataque terrorista em curso no centro da capital do Burkina Faso já causou "uma vintena de mortes" e uma quinzena de feridos "por bala", segundo testemunhos recolhidos pelo diretor do principal hospital de Ouagadougou contactado pela AFP.

"Quanto aos mortos, ainda não temos números oficiais, mas testemunhas dizem que há uma vintenas de mortes", afirmou Robert Sangaré, diretor do hospital Yalgado Ouedraogo.

"Tivemos uma quinzena de feridos por bala e outros por quedas devido a pânico", acrescentou.

A Al-Qaeda no Magrebe Islâmico reivindicou a autoria do ataque ao hotel Splendid e ao café-restaurante Cappuccino, ocorrido na capital do Burkina Faso, segundo o sítio na internet especializado nestes movimentos SITE, e a embaixada francesa já qualificou a ação como "um atentado terrorista".

"Sabemos que existem vítimas e reféns. A zona está bloqueada pelas forças da ordem, enquanto se espera pelo assalto para libertar os reféns. De momento, são as forças burquinesas que estão no local, mas não excluímos o apoio de forças estrangeiras, designadamente das forças especiais francesas", estacionadas em permanência nos arredores de Ouagadougou, avançou o ministro dos Negócios Estrangeiros do Burkina Faso, Alpha Barry.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Burkina Faso, Alpha Barry, já afirmou que está em preparação um assalto das forças governamentais, que poderia ter "apoio de forças estrangeiras, designadamente francesas".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG