O Jogo ao Vivo

Índia

Pelo menos 24 pessoas morreram nos confrontos de Nova Deli

Pelo menos 24 pessoas morreram nos confrontos de Nova Deli

Pelo menos 24 pessoas morreram e 189 ficaram feridas em três dias de confrontos em Nova Deli, que coincidiram com a primeira visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, à Índia.

De acordo com a Associated Press, lojas, santuários muçulmanos e veículos públicos ficaram em 'cinzas' devido à violência entre grupos hindus e muçulmanos que protestam contra uma nova lei de cidadania que acelera a naturalização para minorias religiosas nascidas de todas as principais religiões do Sul da Ásia, exceto o Islamismo.

Os confrontos -- que provocaram 24 mortes declaradas em dois hospitais de Nova Deli -- são os piores tumultos comunitários na capital indiana em décadas e o Governo já proibiu as assembleias públicas nas zonas afetadas.

O porta-voz da polícia, M.S. Randhawa, disse que 106 pessoas foram detidas por suposto envolvimento nos distúrbios, apesar desta quarta-feira ainda não terem sido reportados casos de violência.

Enquanto os confrontos destruíam parte da capital, o primeiro-ministro, Narendra Modi, organizou uma receção generosa para Trump, incluindo um comício no seu estado natal de Gujarat, com a presença de mais de 100 mil pessoas e a assinatura de um acordo para comprar quase três mil milhões de euros em equipamentos militares norte-americanos.

Esta quarta-feira, Modi quebrou o silêncio sobre a violência e escreveu numa rede social que "paz e harmonia são centrais no 'ethos' da Índia" e apelou aos "irmãos e irmãs de (Nova) Deli para manter a paz e a irmandade".

O representante das autoridades locais de Nova Deli, Arvind Kerjiwal, pediu ao ministro do Interior indiano, Amit Shah, para enviar o exército de forma a manter a paz.

Críticos da nova lei dizem que o país está a caminhar para um teste de cidadania religiosa. Numa grande manifestação em Ahmedabad, após a chegada de Trump, o Presidente indiano elogiou a história de tolerância religiosa no país.

Outras Notícias