Motins

Pelo menos oito polícias feridos nos motins no norte de Londres

Pelo menos oito polícias feridos nos motins no norte de Londres

Pelo menos oito polícias ficaram feridos nos confrontos registados na noite de sábado em Tottenham, no norte de Londres, onde vários veículos e edifícios foram incendiados e lojas saqueadas.

No local continuam dezenas de elementos de forças de segurança, bem como bombeiros, que continuam a tentar eliminar os incêndios da noite anterior.

Os confrontos aconteceram após uma uma manifestação a propósito da morte de um residente local, Mark Duggan, na quinta-feira, durante uma operação policial.

Duggan morreu no táxi onde seguia na sequência de uma troca de tiros quando um polícia tentou fazer uma detenção relacionada com crime violento, mas não são conhecidos os pormenores do incidente.

A manifestação, inicialmente pacífica, acabou no arremesso de objectos a polícias e à esquadra local, tendo dois veículos policiais sido incendiados.

Uma multidão de mais de uma centena de pessoas atacou então lojas, partindo vitrinas, saqueando o interior e incendiando algumas destes estabelecimentos comerciais.

Um supermercado terá sido completamente destruído pelas chamas, enquanto algumas pessoas aproveitaram para roubar roupas ou bens como televisões.

Um autocarro foi também incendiado, restando esta manhã apenas a carcaça na rua principal do bairro.

Esta manhã era possível ver o fumo a sair de alguns edifícios, dos quais algumas pessoas tiveram de abandonar as habitações para fugir às chamas das lojas no piso térreo.

Os motins geraram confrontos com as forças de segurança, que enviou polícia de intervenção com escudos e capacetes, a cavalo e com cães.

Alguns incidentes foram também registados em zonas adjacentes, tendo a situação sido classificada como "francamente inaceitável" pelo primeiro-ministro, David Cameron.

A zona dos confrontos foi entretanto fechada pela polícia, que está a investigar os acontecimentos.

Tottenham, no norte de Londres, é um bairro pobre com muitas comunidades étnicas, sendo frequentemente identificado com criminalidade e tensões sociais.

Em 1985, um polícia morreu durante motins resultantes da indignação popular após a morte de uma mulher durante umas buscas policiais.

Outras Notícias