O Jogo ao Vivo

EUA

Pentágono repreende apresentador que ridicularizou mulheres das Forças Armadas

Pentágono repreende apresentador que ridicularizou mulheres das Forças Armadas

Durante um programa da Fox News, o apresentador Tucker Carlson defendeu que os "fatos de voo para mulheres grávidas" são uma verdadeira "anedota" para os militares americanos. As reações não tardaram. Em especial a do Pentágono, que afirmou dispensar "conselhos pessoais de um apresentador de talk-show".

O apresentador de televisão Tucker Carlson, da Fox News, foi repreendido não só pelo Pentágono mas também por líderes militares e grupos de veteranos por ter ridicularizado o trabalho de mulheres grávidas nas Forças Armadas dos EUA.

Durante o seu programa, transmitido na terça-feira à noite, Carlson afirmou que "fatos de voo para mulheres grávidas" são uma "anedota" para os militares americanos, comentando assim as recentes alterações nos regulamentos do Exército e da Força Aérea. De recordar que, no Dia Internacional da Mulher, Joe Biden nomeou duas generais norte-americanas para posições de comando das Forças Armadas.

"Enquanto as Forças Armadas da China se tornam mais masculinas - à medida que é montada a maior marinha do mundo - as nossas, como diz Joe Biden, precisam de se tornar mais femininas, seja lá o que o termo 'feminino' signifique, uma vez que homens e mulheres já não existem", realçou. "O objetivo final está fora de controlo e o Pentágono parece concordar com isso. Uma vez mais, é uma anedota para os militares e a sua missão principal: ganhar guerras", acrescentou.

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, não tardou a reagir, lamentando que o apresentador de televisão tenha "rebaixado todo o Exército dos EUA". "A Defesa não aceita conselhos pessoais de um apresentador de talk show ou dos militares chineses", respondeu.

Nas redes sociais, os comentários de desagrado face às declarações do apresentador multiplicaram-se.

O General Paul Funk, que lidera o Comando de Treino e Doutrina do Exército, recordou que "milhares de mulheres servem honradamente o Exército, todos os dias, pelo mundo". "São faróis de liberdade e provam que Carlson está errado por toda a determinação e dedicação", defendeu, citado pela BBC.

PUB

Outro general com 28 anos de Forças Armadas também realçou a importância do trabalho das mulheres, desvalorizando por completo a opinião de alguém que "dedicou zero horas" ao Exército.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG