Mundo

Pequenos sismos assustam cidade espanhola de Torreperogil

Pequenos sismos assustam cidade espanhola de Torreperogil

O Instituto Geográfico Nacional espanhol registou um total de catorze novos terremotos na zona de Torreperogil (Jaen) desde a meia-noite, tendo o de maior intensidade atingido a magnitude 3.3 na escala de Richter.

Apesar de em princípio não terem sido registados danos pessoais nem materiais, a Câmara de Torreperogil anunciou através do Twitter que o colégio de La Misericórdia vai permanecer fechado até ser examinado por técnicos, devido às gretas que podem ter sido originadas pelos sismos que se têm repetido nos últimos dias.

Depois do sismo de maior intensidade, 3,3 às 6.34 horas locais (5.34 em Portugal continental), foram registados outros seis com magnitudes entre 1,7 e 2,7 entre Sabiote e Torreperogil, localidades que distam cerca de sete quilómetros entre elas.

Desde domingo até às 7.33 horas locais desta segunda-feira foram registados na província de Jaen 39 sismos.

Segundo explicou o diretor da Rede Sísmica do Instituto Geográfico Nacional, Emilio Carreño, a origem destes movimentos sísmicos pode ser a pressão dos sedimentos sobre a crosta terrestre que produz pequenas fraturas.

Carreño afirmou que, apesar de a Andaluzia ser uma região de "máxima perigosidade sísmica" na península, Jaen não o é especialmente e nos lugares onde se concentram os sismos -- entre os municípios de Sabiote e Torreperogil - "há pouca sismicidade registada".

A grande quantidade de pequenos sismos sentidos nas últimas semanas fez com que perante a inquietação dos habitantes a Câmara de Torreperogil pedisse à Rede Sísmica Nacional um relatório e que se tenha deslocado na semana passada para o município uma unidade móvel daquele organismo.

A Câmara assegura que se encontra em permanente contacto com o Instituto Geográfico Nacional que publicou uma série de recomendações para que os habitantes saibam como atuar quando ocorre um sismo.

O sismo de maior magnitude registado este ano na província de Jaen ocorreu a 31 de janeiro em Quezada, localidade situada a pouco mais de 30 quilómetros de Torreperogil, atingiu 4,4 na escala de Richter e foi sentido em Jaen, Granada e Córdoba.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG