Mundo

Perto de 600 pessoas acusadas formalmente de actos de violência

Perto de 600 pessoas acusadas formalmente de actos de violência

A Polícia Metropolitana de Londres afirmou esta sexta-feira que perto de 600 pessoas foram, até ao momento, acusadas formalmente de actos de violência, desordem pública e pilhagem, na sequência dos tumultos registados na capital britânica.

Londres e outras cidades, como Birmingham, Wolverhampton ou Manchester, foram palco no início desta semana de vandalismo e pilhagens, uma vaga de violência que começou após a morte de um jovem de 29 anos no sábado passado.

No total, foram detidas nos últimos dias em Inglaterra mais de 1.700 pessoas.

Os tribunais de Londres, Birmingham e Manchester têm estado abertos durante a noite para despachar os inúmeros processos e um forte dispositivo policial permanece nas ruas para tentar travar um possível reacendimento da violência durante o fim de semana.

Centenas de lojas pilhadas, dezenas de edifícios incendiados e cinco mortos foram as sequências mais graves da vaga de violência.

A mais recente vítima mortal é um homem de 68 anos que foi encontrado ferido numa rua da capital britânica depois de ter enfrentado alguns desordeiros.

O homem não resistiu aos ferimentos e morreu na quinta-feira, tendo sido aberto um inquérito de investigação. Um jovem de 22 anos foi hoje detido por suspeita de homicídio.

Outras Notícias