Vida marinha

Pescadores capturam toninha com duas cabeças

Pescadores capturam toninha com duas cabeças

Uma toninha-comum, um cetáceo semelhante aos golfinhos, com duas cabeças foi capturada sem vida, no dia 30 de maio, no mar do Norte, pela rede de arrasto de um navio. O espécime foi fotografado e posteriormente devolvido ao mar.

Uma embarcação de pesca no mar do Norte deparou-se com algo inédito: a primeira toninha-comum de duas cabeças alguma vez documentada. Segundo "Deinsea", o jornal do Museu de História Natural de Roterdão, o animal foi capturado sem vida pela rede de arrasto do navio GO9 Onderneming.

A tripulação ficou espantada ao descobrir que o animal tinha duas cabeças. Os trabalhadores do navio tiraram fotografias ao animal e, de seguida, devolveram-no ao mar, por consideram que seria ilegal mantê-lo. O espécime encontra-se agora perdido no oceano.

No entanto, as fotografias foram enviadas para biólogos marinhos, que escreveram sobre o caso na semana passada.

Este será provavelmente o primeiro caso conhecido de gémeos nesta espécie marinha, bem como de gémeos siameses. "Isso faz com que esse espécime seja ainda mais especial", constatou o museu.

Os especialistas disseram que o mamífero marinho encontrado seria provavelmente um macho com pouca idade que terá morrido pouco depois do nascimento.