Ambiente

Plástico e turismo estão a matar veado sagrado no Japão

Plástico e turismo estão a matar veado sagrado no Japão

Um veado Sika foi encontrado morto após ingerir quatro quilos de plástico. Este não é o primeiro caso no parque japonês de Nara, perto de Quioto.

Desde março, seis veados foram encontrados mortos por comerem plástico deixado nos parques por turistas, que, após visitarem o parque de Nara, deixam garrafas, copos e sacos de plástico no chão que os animais acabam por consumir.

Numa tentativa para controlar o consumo de plástico a Associação para o Bem-estar do Veado de Nara desenvolveu uma bolacha de arroz japonês chamada Senbei, a embalagem é reciclável e o produto adequado à alimentação dos veados.

Os animais são o principal ponto de atração do parque Nara e foram ensinados a fazer uma vénia sempre que são alimentados.

Outros 29 animais morreram atropelados ao atravessarem a estrada para receberem comida, desde 2018.

Justin Francis, da empresa "Responsible Travel", culpa o turismo em massa e a falta cuidado com o ambiente como as verdadeiras causas de morte dos animais que são parte do património nacional do Japão. "Estes animais são sagrados e estão a ser tratados como uma foto para o Instagram".

Apesar de habitarem no parque, os animais não são responsabilidade do mesmo. Para prevenir comportamentos de risco, a administração criou um conjunto de regras para o bom convívio com a espécie

Os veados Sika são uma espécie sagrada para os japoneses. No parque, habitam mais 1200 veados Sika, protegidos pelo governo japonês.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG