Terrorismo

Polícia acredita que suspeito de Boston tentou matar-se durante a fuga

Polícia acredita que suspeito de Boston tentou matar-se durante a fuga

As autoridades norte-americanas suspeitam que Dzhojar Tasrnaev tentou suicidar-se, durante as mais de 22 horas que esteve em fuga. Os médicos que examinaram o jovem de 19 anos acreditam que a bala que lhe causou a ferida que o impede de falar entrou pela boca e saiu pelo pescoço. A polícia começou já a fazer um interrogatório por escrito.

"A ferida parece ter sido feita a pouca distância e ter sido auto-infligida", explicou fonte da justiça ao "The New York Times", corroborando uma informação já avançada pela polícia de Boston.

Ed Davis, responsável pela polícia de Boston, explicou que os médicos que examinaram Dzhojar Tasnaev acreditam que a bala que causou a ferida ao jovem entrou pela boca e saiu pelo pescoço.

Dzhokar está internado em estado grave e já terá começado a responder a algumas questões dos investigadores por escrito.

As cadeias de televisão norte-americanas ABC e NBC avançaram, esta segunda-feira, que Dzhokar Tsarnaev, de 19 anos, já começou a responder por escrito a algumas questões do investigadores sobre o atentado na maratona de Boston, ocorrido na semana passada.

Também o chefe da polícia de Watertown, Ed Deveau, em entrevista ao "Boston Globe", revelou no domingo novos dados, como o facto de Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, estar vivo e a enfrentar a polícia de Watertown, na sexta-feira de manhã, quando o irmão o atropelou num veículo roubado e o arrastou pelo pavimento, podendo ser o responsável pelos ferimentos que o levaram à morte.

Este responsável revelou ainda que, na sequência do tiroteio no campus do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) no qual morreu um polícia e do assalto por "carjacking" de um veículo na fuga, as autoridades conseguiram localizar os dois irmãos em Watertown devido ao proprietário do veículo roubado ter deixado o seu telemóvel no interior.

Tamerlan Tsarnaev foi declarado morto no hospital na sexta-feira de manhã, após um violento tiroteio com as autoridades em Watertown, nos arredores de Boston, durante a madrugada.

Dzhokar Tsarnaev só foi encontrado na sexta-feira à noite, escondido dentro de um barco nas traseiras de uma casa, após uma operação em larga escala, na qual Boston esteve sobrevoada por helicópteros e foi patrulhada por blindados, em buscas casa a casa.

O jovem de 19 anos está internado no hospital Beth Israel de Boston com lesões na garganta que poderão impedi-lo de falar, disse um agente federal à cadeia CNN. O chefe da polícia de Watertown, Ed Deveau, indicou que ele está a ser tratado a um ferimento de disparo na boca, cujo projétil saiu pelo pescoço.

Este domingo, as autoridades reafirmaram que tudo indica que os irmãos tenham agido sozinhos e que estariam a planear mais ataques, tendo em conta o material apreendido, nomeadamente, munições, vários engenhos explosivos e granadas artesanais.