Nigéria

Polícia de trânsito castiga mulheres com corte de cabelo

Polícia de trânsito castiga mulheres com corte de cabelo

Um comandante da polícia de trânsito nigeriana foi suspenso depois de ter cortado o cabelo de várias colegas como forma de castigo, num desfile na cidade de Port Harcourt, Nigéria, na segunda-feira.

As imagens foram publicadas na página de Facebook oficial do "Corpo Federal de Segurança Rodoviária da Nigéria" (FRSC), na segunda-feira, mas foram retiradas depois dos protestos nas redes sociais.

Segundo conta a "BBC", Andrew Kumapayi, um comandante da FRSC, decidiu cortar o cabelo das colegas como forma de castigo, por o terem demasiado comprido.

As imagens mostram Andrew com uma tesoura na mão a inspecionar o cabelo das agentes.

De acordo com a mesma estação, a FRSC obriga todos os agentes a manterem o cabelo dentro da boina, mas não impede o uso do cabelo comprido.

Lauretta Onochie, uma assessora do presidente Nigeriano Muhammadu Buhari, condenou a ação do agente, classificando-a como uma "humilhação para as mulheres".

PUB

Lauretta fez saber que o comandante em questão já foi suspenso enquanto se apuram as circunstâncias do incidente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG