Jacarta

Polícia indonésia prende nove homens por organizarem festa gay num hotel

Polícia indonésia prende nove homens por organizarem festa gay num hotel

A polícia indonésia prendeu, na sexta-feira, nove homens por organizarem uma festa gay num apartamento de hotel em Jacarta, acusando-os de violar várias leis contra pornografia e atos obscenos.

Os nove detidos, cujas identidades não foram divulgadas, são acusados de organizar, através das redes sociais, uma festa gay, num apartamento da zona sul da capital, com a presença de 56 pessoas e três acusações de organização de atos obscenos, que acarretam penas de até 15 anos de prisão, informaram esta quarta-feira as autoridades.

De acordo com a polícia, que, em conferência de imprensa, mostrou os detidos vestidos com as camisolas laranja típicas dos reclusos, o grupo de homens criou uma comunidade chamada "Hot Soace", que organizou seis eventos desde 2018 em vários hotéis em Jacarta, nos quais cobravam aos participantes para entrar.

A lei indonésia não proíbe a homossexualidade, exceto na província de Aceh (oeste), onde a lei islâmica, ou "sharia", está em vigor, mas organizações de direitos humanos como a "Human Rights Watch" (HRW) denunciaram que, nos últimos anos, aumentou a repressão contra a comunidade LGBT no país, que possui a maior população muçulmana do mundo.

Outras Notícias