Mundo

Polícia pondera recorrer a balas de plástico

Polícia pondera recorrer a balas de plástico

A polícia britânica está a considerar a possibilidade de utilização de balas de plástico contra participantes nos motins em Londres, o que a acontecer será a primeira vez num tumulto na Grã-Bretanha.

As balas de plástico já foram utilizadas, em substituição das balas de borracha, na Irlanda do Norte.

"O uso de qualquer táctica será considerado cuidadosamente", disse o vice-comissário assistente Stephen Kavanagh.

A polícia de Londres tem evitado usar qualquer arma anti-motim ou armas de fogo contra os participantes nos motins dos últimos três dias, de já causaram um morto. Um total de 44 polícias ficaram feridos e centenas de pessoas foram detidas.

Na reunião de emergência de hoje do comité Cobra, que lida com emergências civis, decidiu-se, contudo, que são necessárias medidas mais duras para conter os tumultos.

A onda de violência, considerada a mais grave desde a década de 1980, já alastrou a outras cidades, como Birmingham, Liverpool, Manchester e Bristol.

Cerca de 60% das forças da polícia no Reino Unido foram destacadas para Londres e nas próximas 24 horas um número recorde de 16 mil agentes estará de serviço na capital britânica e todas as licenças foram canceladas para agentes da polícia metropolitana de Londres.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG