Itália

Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes

Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes

Jovens encapuzados envolvidos num protesto antigovernamental em Florença atiraram pedras, paus e outros objetos contra a polícia, que respondeu com gás lacrimogéneo.

A polícia italiana utilizou ainda escudos para bloquear o acesso dos jovens manifestantes ao edifício onde o primeiro-ministro, Matteo Renzi, mantinha conversações políticas naquela conhecida cidade.

A manifestação visou protestar contra o referendo constitucional de 4 de dezembro, que o Governo diz ser importante para a realização de reformas, mas que a oposição teme que sirva para incrementar a centralização do poder em Itália.

"Não a Renzi", "Não ao referendo" foram os 'slogans' dominantes durante o protesto.

O presidente da autarquia local, Dario Nardella, considerou "deplorável" que os jovens manifestantes tenham recorrido à violência e causado danos materiais na cidade, referindo ainda que vários polícias ficaram feridos nos ataques dos manifestantes.

Os media italianos noticiaram que um dos polícia ficou ferido numa perna após ter sido atingido por uma tocha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG