Mundo

Polícias grevistas deixam prédio da Assembleia Legislativa em Salvador

Polícias grevistas deixam prédio da Assembleia Legislativa em Salvador

Os polícias militares do estado da Baía, em greve desde dia 31 de Janeiro, desocuparam esta quinta-feira de manhã o prédio da Assembleia Legislativa, onde se encontravam acampados como forma de protesto.

Segundo informações da imprensa brasileira, dois agentes, apontados como líderes da manifestação, foram presos ao deixar o edifício.

A Polícia Federal possui ainda outros oito mandados de prisão a serem cumpridos para polícias acusados de vandalismo.

A desocupação ocorreu de forma pacífica, com os 245 agentes a serem revistados por homens do Exército que acompanhavam a operação.

Os soldados começaram depois a realizar uma vistoria dentro da Assembleia em busca de armas e munição.

Apesar da desocupação, os manifestantes informaram que a greve não acabou e que voltarão a reunir-se para discutir a situação, noticia o diário "Folha de São Paulo".

A paralisação foi iniciada no último dia 31 de Janeiro e causou pânico no estado, onde foi registado um aumento significativo no número de pilhagens a supermercados, atos de vandalismo e homicídios, que já vitimaram 135 pessoas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG