Bélgica

Praça de Bruxelas iluminada e Manneken-Pis vestido a rigor para o Brexit

Praça de Bruxelas iluminada e Manneken-Pis vestido a rigor para o Brexit

A Grand Place, praça principal de Bruxelas, iluminada com cores da bandeira britânica e o emblemático Manneken-Pis, menino de bronze a urinar para uma fonte, vestido a rigor são algumas das ações para assinalar o Brexit.

Foi ao final do dia de quinta-feira que a Grand Place, em Bruxelas, surgiu iluminada de azul, vermelho e branco, as cores da bandeira britânica, numa tentativa de mostrar a "amizade" da União Europeia (UE) para com o Reino Unido, apesar da saída, que será concretizada esta sexta-feira às 23 horas (mais uma em Bruxelas).

Naquela que é a principal praça do centro histórico de Bruxelas, foram também colocados objetos tipicamente britânicos, como uma cabine telefónica vermelha, um táxi londrino e ainda estátuas de personagens britânicas de ficção como os inspetores Sherlock Holmes e Dr. Watson ou dos famosos guardas do palácio real britânico.

Também o emblemático Manneken-Pis se juntou às festividades. O menino de bronze, que normalmente está despido e se veste só para ocasiões especiais, vestiu na quinta-feira uma indumentária notoriamente inglesa: camisa com a bandeira britânica, um fraque e umas calças brancas, numa clara alusão à personagem britânica John Bull.

Ainda na quinta-feira, a praça localizada em frente ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, encheu-se de eurodeputados britânicos que quiseram celebrar a sua última noite antes do "divórcio". Estes eleitos do Reino Unido organizaram, ainda, outras festas noutros locais da cidade para assinalar a data com danças típicas.

Esta tarde, as festividades continuam com uma receção para cidadãos do Reino Unido que vivem em Bruxelas organizada pelo presidente da Câmara Municipal, Philippe Close, que visa prestar uma "homenagem à longa amizade" entre os dois blocos, de acordo com o convite.

O embaixador do Reino Unido na Bélgica, Martin Shearman, também participará nesta celebração, que contará com um buffet de especialidades belgas e britânicas.

Já no Reino Unido, o Brexit vai ser assinalado com um discurso do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, assim como com manifestações populares a favor e contra a saída deste país da União Europeia.

Boris Johnson vai dirigir-se à nação com um discurso gravado antecipadamente para difundir uma mensagem de que o país tem uma oportunidade única para desenvolver todo o seu potencial.

Na parede exterior do edifício da residência oficial em Downing Street vai ser projetada uma instalação luminosa, incluindo um relógio em contagem decrescente até às 23 horas, hora oficial da saída da UE.

Os edifícios governamentais na zona de Westminster vão ser iluminados e bandeiras nacionais içadas em redor da Praça do Parlamento, onde, à margem das comemorações oficiais, o movimento "Leave Means Leave", de Nigel Farage, que fez campanha pelo Brexit, foi autorizado a fazer uma festa.

Três anos e meio depois de o Brexit ter sido decidido num referendo por 52% dos eleitores, em junho de 2016, o processo - marcado por sucessivas rejeições do Acordo de Saída pelo parlamento britânico, que finalmente deu o seu aval após a clara vitória do conservador Boris Johnson nas eleições de dezembro passado - chega ao fim esta sexta-feira, com a concretização da saída.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG