Mercado

Preço do petróleo sobe mais de 4,5% após ataque de mísseis iranianos

Preço do petróleo sobe mais de 4,5% após ataque de mísseis iranianos

O preço do petróleo subiu mais de 4,5% depois de um ataque com mísseis iranianos contra duas bases em Al-Assad e Erbil, no Iraque, utilizadas pelo exército dos Estados Unidos.

De acordo com a agência France-Presse, o preço do petróleo subiu 4,5% com o barril de crude de referência dos Estados Unidos a fixar-se nos 65,54 dólares, por receios em relação à produção e "stock", poucas horas depois de ter sido noticiado um ataque com mísseis disparados a partir do Irão contra duas bases iraquianas utilizadas pelos EUA.

O Irão confirmou a "Operação Mártir Soleimani" pela morte do general Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Al-Quds, na passada sexta-feira, num ataque aéreo contra o carro em que seguia, junto ao aeroporto internacional de Bagdade, capital do Iraque, ordenado pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

Na sequência do ataque, os Guardas da Revolução iraniana avisaram os Estados Unidos da América e aliados regionais contra qualquer retaliação, através de uma declaração divulgada pela agência oficial iraniana IRNA.

"Advertimos todos os aliados dos americanos, que disponibilizaram as suas bases a este exército terrorista, que será atacado qualquer território que constitua um ponto de partida de atos agressivos contra o Irão", referiram os Guardas da Revolução. Israel também foi ameaçado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG