Reino Unido

Prémio máximo do Euromilhões já foi reclamado

Prémio máximo do Euromilhões já foi reclamado

O prémio máximo de 190 milhões de euros, que saiu a um apostador no Reino Unido no sorteio de terça-feira do Euromilhões, foi finalmente reclamado, esta quinta-feira.

A Lotaria Nacional do Reino Unido anunciou que o vencedor do 'jackpot' reclamou o prémio com o bilhete da aposta certeira. O local onde foi comprado o boletim e a identidade do apostador não serão revelados, a menos que o indivíduo, família ou grupo decida vir a público.

O prémio será pago na reunião de validação do boletim de aposta, avança o Grupo Camelot, operador da Lotaria Nacional do Reino Unido. Cabe ao vencedor decidir se deseja partilhar ou não a sua identidade.

Caso se trate de uma só pessoa, o novo milionário terá uma fortuna superior à de Adele e Ed Sheeran.

A chave vencedora é composta pelos números: 7, 10, 15, 44 e 49 e pelas estrelas 3 e 12.

Segundo a BBC, caso o vencedor seja uma única pessoa, a sua fortuna terá lugar na lista do jornal britânico "The Sunday Times" das mil pessoas mais ricas a viver no Reino Unido ou com vínculos comerciais britânicos. De acordo com aquele ranking, a riqueza do novo milionário será ainda maior à dos cantores Tom Jones (cerca de 183 milhões de euros), Ed Sheeran (cerca de 178 milhões de euros) e Adele (cerca de 167 milhões de euros).

O vencedor bateu ainda o recorde anterior de Colin e Chris Weir, que se tornaram os apostadores do Euromilhões mais ricos do Reino Unido quando reivindicaram o prémio de 180 milhões de euros em 2011.