Reino Unido

Presidente da Câmara dos Comuns nega votação do acordo do Brexit

Presidente da Câmara dos Comuns nega votação do acordo do Brexit

O presidente da Câmara dos Comuns do parlamento britânico, John Bercow, rejeitou, na segunda-feira, um votação do acordo do "Brexit".

John Bercow argumentou que uma moção sobre o acordo já havia sido apresentada aos deputados no sábado e que seria "repetitivo e confuso" debater novamente.

No sábado, o Governo retirou a proposta antes de ser votada porque foi aprovada uma emenda que anularia o seu efeito prático.

Esta emenda, introduzida pelo deputado independente Oliver Letwin (ex-conservador), suspendia a ratificação final do acordo do 'Brexit' até ser aprovada a legislação que regulamenta o texto negociado com Bruxelas, devido ao risco de o processo não estar completo até ao final do mês.

A proposta foi aprovada por 322 votos a favor e 306 votos contra graças ao apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte e de antigos deputados conservadores atualmente a exercer como independentes, além dos partidos da oposição.

Em consequência, o governo teve de cumprir a lei e pedir a Bruxelas um adiamento do 'Brexit' por três meses, até 31 de janeiro, apesar de o primeiro-ministro ter juntado uma carta onde manifestava discordar deste prolongamento.