O Jogo ao Vivo

Brasil

Presidente de banco estatal brasileiro demite-se após acusações de assédio sexual

Presidente de banco estatal brasileiro demite-se após acusações de assédio sexual

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, aceitou quarta-feira o pedido de demissão do presidente da Caixa Económica Federal acusado de assédio sexual por várias funcionárias do banco estatal, e nomeou Daniella Marques para assumir o cargo.

A indicação da aceitação do pedido de demissão de Pedro Guimarães e da nomeação de Daniella Marques constam no Diário Oficial da União.

Daniella Marques passa a "exercer o cargo de Presidente da Caixa Económica Federal, ficando exonerada do cargo que atualmente ocupa [responsável pela Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade].

PUB

O Ministério Público Federal (MPF) já anunciou a abertura de uma investigação sobre denúncias de funcionárias da Caixa de que Pedro Guimarães teria praticado assédio sexual.

As denúncias contra Guimarães, apresentadas aos tribunais por pelo menos cinco funcionárias da Caixa Económica Federal, tramitam sob sigilo judicial, mas foram reveladas na terça-feira pelo portal de notícias Metrópoles, que publicou depoimentos das próprias vítimas.

As histórias falam de repetidos abusos, carícias, tentativas de promover orgias ou convites para saunas ou mesmo para o quarto que Guimarães ocupou em hotéis em viagens oficiais com a sua equipa, composta por várias mulheres.

"É comum ele te pegar pela cintura e pelo pescoço. Aconteceu comigo e com vários colegas. Ele trata as mulheres que estão perto dele como se fossem suas", disse uma das denunciantes ao Metrópoles.

Depoimentos de mulheres que contaram terem sido alvo de assédio também foram publicados pelo jornal Folha de S.Paulo, que entrevistou uma mulher que relatou ter sido puxada pelo pescoço por Guimarães e ter ficado em choque após o episódio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG