Polémica

Presidente filipino chama "filho de uma prostituta" a Obama

Presidente filipino chama "filho de uma prostituta" a Obama

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, chamou "filho de uma prostituta" a Barack Obama, esta segunda-feira, salientando que não aceita lições de direitos humanos do presidente dos EUA.

A frase foi proferida depois de ter sido sugerido que os EUA iriam questionar Duterte sobre a guerra contra o tráfico de droga, que já causou 2400 mortes em apenas dois meses.

"Devem ser respeitosos. Não atirem questões e afirmações. Filho de uma prostituta! Vou amaldiçoá-lo nesse fórum", afirmou Duterte antes de embarcar para o Laos, onde se vai cruzar numa cimeira com Barack Obama.

Duterte tem agendada uma reunião bilateral com Barack Obama, na terça-feira à tarde, à margem de uma conferência de líderes mundiais organizada pela Associação das nações do Sudeste Asiático.

"Sou o presidente de um estado soberano. Quem é ele para confrontar-me? Na realidade, a América tem por que responder. Todos têm registo terrível de mortes extra judiciais", afirmou o presidente das Filipinas.

Obama já reagiu à declaração, chamando "tipo colorido" ao presidente filipino e questionando a utilidade da reunião.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG