Mundo

Presidente Mubarak "deve partir hoje"

Presidente Mubarak "deve partir hoje"

O Presidente egípcio Hosni Mubarak "deve partir", disse hoje, sábado, o oposicionista Mohamed ElBadaradei ao canal France 24, enquanto as manifestações contra o Governo prosseguem nas ruas.

Referindo-se ao discurso, o Prémio Nobel da Paz afirmou que foi "praticamente um insulto à inteligência das pessoas".

ElBaradei que é presidente da Assembleia Nacional para a Mudança, disse que as palavras do Presidente "foram insultuosas e uma verdadeira provocação".

PUB

ElBaradei chegou ao Cairo na passada quinta-feira para se juntar aos protestos, tendo sido detido na sexta-feira pela Polícia quando saia de uma mesquita.

Em declarações à France 24, afirmou ainda que a alocução de Mubarak "foi sem sentido e uma grande decepção".

Mubarak está no poder desde 1981, tendo ElBaradei afirmado tratar-se de "um regime ditatorial, sendo necessário um outro ponto de partida e um período de transição".

Centenas de manifestantes anti governamentais regressaram hoje ao centro do Cairo, à praça Tahrir, entoando palavras de ordem contra o Presidente Hosni Mubarak, horas depois de este ter demitido o Governo, mas recusado abandonar o poder.

Os protestos foram dominados pelas forças policiais em várias partes da capital egípcia e em outras cidades do país, tendo durante a noite o Exército rendido na guarda aos edifícios governamentais e outras áreas-chave as forças policiais.

Vários tanques militares estacionaram na Praça de Tahrir, mas os soldados não intervieram nos protestos de hoje.

Não muito longe de Tahir militares fecharam a estrada de acesso ao Parlamento e aos edifícios governamentais, noticia a agência American Press.

A France Presse, por seu turno, noticia que um supermercado de uma cadeira internacional foi pilhado durante a noite.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG