O Jogo ao Vivo

Liberdade

Preso político mais antigo da Venezuela fugiu para os EUA

Preso político mais antigo da Venezuela fugiu para os EUA

O preso político que esteve preso por mais tempo na Venezuela, Iván Simonovis, fugiu para os Estados Unidos após 15 anos de reclusão, tendo já anunciado a sua liberdade nas redes sociais.

"Estou livre!" Duas palavras carregadas de emoção que Iván Simonovis publicou na rede social Twitter.

"Estou na rua graças ao esforço de muitas pessoas, mas especialmente dos funcionários ativos que não estão ao serviço da tirania. Eles estão do lado correto: o da Liberdade e Democracia para a Venezuela", acrescentou.

"Hoje estou na rua, mas só serei completamente livre quando a Venezuela também o seja", frisou.

O ex-chefe de polícia de Caracas, de 59 anos, tinha sido detido em 2004 e condenado a 30 anos de prisão por falsas acusações de que tinha ordenado à polícia que disparasse sobre manifestantes pró-governo, durante um golpe contra o então presidente Hugo Chávez.

Desde 2014, Iván Simonovis encontrava-se em prisão domiciliária, para poder receber tratamento médico a 19 doenças crónicas.

O preso político tinha desaparecido da sua casa, em Caracas, capital da Venezuela, em 16 de maio último, não havendo, desde então, qualquer informação oficial sobre o seu paradeiro.

Esta terça-feira, numa entrevista em Washington, citada pela agência AP, Iván Simonovis falou sobre os detalhes da sua fuga da Venezuela, que incluiu uma escalada de 25 metros, durante a noite, e uma deriva em alto-mar, numa embarcação de pesca.

"A única coisa que eu sabia é que nunca mais iria voltar para a prisão, por isso decidi deixar a minha casa e a minha terra", contou.