Mundo

Primeiro-ministro: "É um dia doloroso para a Noruega"

Primeiro-ministro: "É um dia doloroso para a Noruega"

O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenber, reagiu ao início da noite aos ataques em Oslo e Utoya, garantindo que a resposta ao terrorismo é "mais democracia".

"Devemos proteger os nossos valores. A nossa resposta ao terrorismo? Mais democracia, mais força", declarou o primeiro-ministro da Noruega Jens Stoltenberg, em conferência de imprensa, após os ataques em Oslo e Utoya.

"Amanhã mostraremos ao mundo que a democracia norueguesa é mais forte do que nunca", acrescentou. "É importante que não deixemos que nos assustem. Porque o objectivo deste tipo de violência é criar medo", frisou.

"Não vão destruir a nossa democracia", garantiu. "Somos uma nação pequena e orgulhosa", acrescentou Jens Stoltenberg, que escapou ileso aos atentados.

Uma bomba explodiu em Oslo e destruiu o edifício de 15 andares onde se situa o gabinete de trabalho do primeiro-ministro. Duas horas depois, um jovem de 32 anos abriu fogo contra participantes na universidade de Verão da juventude do partido trabalhista, onde Jens Stoltenberg iria proferir um discurso.

"É um dia doloroso para a Noruega", confessou Knut Storberget, ministro da Justiça. "Milhares de pessoas têm medo esta noite".

O ministro indicou que o governo não recebeu qualquer ameaça prévia sobre os atentados.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG