Homicídio

Principal cientista nuclear do Irão morto a tiro perto de Teerão

Principal cientista nuclear do Irão morto a tiro perto de Teerão

Mohsen Fakhrizadeh, identificado como o diretor do programa de armas nucleares iraniano, foi baleado, esta sexta-feira, numa emboscada no meio da rua numa cidade perto de Teerão.

De acordo com o jornal britânico, The Guardian, Fakhrizadeh sofreu uma emboscada na cidade de Absard, a 70 km a leste de Teerão. Quatro agressores abriram fogo sobre o carro onde seguia. O cientista foi encaminhado para o hospital, mas acabou por morrer. O seu guarda-costas ficou ferido.

O ministro da defesa Iraniano já confirmou o ataque e a morte do cientista. "Durante a colisão entre a sua equipa de segurança e os terroristas,​​​​​ Mohsen Fakhrizadeh ficou gravemente ferido e transportado para o hospital. Infelizmente a esquipa técnica não foi capaz de reverter a situação", disse o líder do Ministério da Defesa Iraniana.

Na página pessoal do Twitter, Mohammad Javad Zarif, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, insinuou que Israel terá tido um papel no assassinato de Mohsen Fakhrizadeh.

"Terroristas assassinaram um notável cientista iraniano hoje. Esta covardia - com sérios indícios do papel israelita - mostra uma guerra desesperada contra os criminosos", escreveu Zarif.

Fakhrizadeh foi identificado pelo primeiro-ministro Israelita Benjamin Netanyahu em 2018, quando foi apresentado como diretor do projeto de armas nucleares do Irão.

Nesses anos, Netanyahu acusou o Irão de esconder e expandir seu conhecimento sobre armas nucleares, dizendo que a Inteligência israelita teria um depósito de meia tonelada de materiais nucleares do país.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG