O Jogo ao Vivo

Mundo

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita morreu em Nova Iorque

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita morreu em Nova Iorque

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Sultan ben Abdel Aziz, morreu, aos 86 anos, nos Estados Unidos, onde estava desde Junho em tratamento médico.

A informação foi avançada, este sábado, pela televisão norte-americana CNN, com base em informações reveladas por fontes anónimas do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Com 86 anos, o príncipe herdeiro, igualmente ministro da Defesa, encontrava-se nos Estados Unidos, desde Junho, para tratamentos médicos, tendo sido sujeito a uma cirurgia um mês depois.

Nos últimos anos, o príncipe Sultan, meio-irmão do rei Abdallah, ausentou-se do país durante largas temporadas devido ao estado de sua saúde debilitado.

De acordo com a cadeia de televisão Al Arabiya, citada pela agência EFE, Abdel Aziz faleceu num hospital em Nova Iorque.

O príncipe herdeiro teria um cancro, segundo diplomatas, mas a natureza da sua doença nunca foi revelada oficialmente.

Papel chave durante 40 anos

PUB

Abdel Aziz, meio-irmão do rei Abdallah, estava ausente da cena política nos últimos anos devido ao seu estado de saúde, necessitando frequentemente de estadias prolongadas no exterior para realizar tratamentos médicos.

Nascido em 1928, segundo sua biografia oficial, o príncipe Sultan ben Abdel Aziz esteve à frente do Ministério da Defesa e da Aviação desde 1963.

Após a morte do rei Fahd, seu irmão, em Agosto de 2005, a entronização do seu meio-irmão Abdallah, Sultan ben Abdel Aziz tornou-se o príncipe herdeiro e vice-presidente do Conselho de Ministros, conforme a lei de progenitura estabelecida no país.

Com 19 anos, em 1947, o príncipe tornou-se governador de Riade.

Em 1982, foi nomeado o segundo vice-presidente do Conselho de Ministros, tornando-se o número três na linha de sucessão ao trono saudita.

O príncipe herdeiro modernizou as forças de segurança sauditas, concluindo importantes contratos de armamentos com os Estados Unidos e Reino Unido.

Em 1985, o seu país assinou com o Reino Unido um grande contrato de compra de armas, num montante de mais de 40 mil milhões de dólares.

Este contrato suscitou uma grande polémica em Londres, depois do bloqueio, "em nome do interesse geral", do negócio pelo primeiro-ministro Tony Blair no fim de 2006, por suspeitas de que o grupo BAE Systems teria subornado membros da família real.

O príncipe herdeiro recusou aos Estados Unidos a utilização das instalações militares sauditas depois da "guerra" lançada após os atentados do 11 de Setembro contra os talibãs, então no poder no Afeganistão.

Em Março de 2003, Riade recusou a autorização às Forças de Segurança norte-americanas para utilizar o território saudita para atacar o Iraque.

Abdel Aziz nunca ficou restrito ao Ministério da Defesa, não hesitando em pronunciar-se publicamente sobre a política do reino, nomeadamente durante o processo de reforma política ou sobre questões relevantes da diplomacia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG