O Jogo ao Vivo

Arábia Saudita

Procurador saudita diz que assassínio de Khashoggi foi premeditado

Procurador saudita diz que assassínio de Khashoggi foi premeditado

O Procurador-Geral da Arábia Saudita disse esta quinta-feira que, segundo as informações fornecidas pela Turquia, os suspeitos do assassínio do jornalista Jamal Khashoggi premeditaram o ato.

Numa declaração citada pela agência saudita SPA, Saud al-Mojeb afirma que a investigação continua.

Jamal Khashoggi, jornalista saudita crítico do regime, foi morto a 2 de outubro no consulado saudita em Istambul, na Turquia.

A Arábia Saudita começou por assegurar que o jornalista tinha saído do consulado vivo, mas depois mudou de versão e admitiu que ele foi morto na representação diplomática numa luta que correu mal.

Segundo a investigação turca, Khashoggi foi morto por um esquadrão de agentes sauditas que viajaram para Istambul com esse fim.

PUB

Dezoito suspeitos, todos sauditas, foram detidos na Arábia Saudita por suspeita de envolvimento no assassínio, designado pelo regime como uma "operação não autorizada".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG