Crime

Procurador tenta matar juíza com facada no pescoço em tribunal brasileiro

Procurador tenta matar juíza com facada no pescoço em tribunal brasileiro

O procurador da Fazenda Nacional do Brasil Matheus Carneiro Assunção foi detido, na quinta-feira, depois de tentar matar à facada a juíza Louise Filgueiras, no Tribunal Regional Federal em São Paulo.

A informação foi revelada pela revista online "Consultor Jurídico" e confirmada pelo "O Estado de S. Paulo".

Matheus Assunção invadiu o gabinete da juíza e atacou-a com uma faca, atingindo-a no pescoço, próximo à jugular, e provocando ferimentos ligeiros, segundo uma testemunha. Depois de ser apanhado, o procurador afirmou que "queria fazer um protesto".

Matheus foi inicialmente ao gabinete do desembargador Fábio Prieto de Souza, no 22.º andar do tribunal, mas este não estava no local, uma vez que participava numa sessão.

Então, o agressor desceu ao 21º andar e invadiu o gabinete de Louise Filgueiras, convocada para substituir o desembargador Paulo Fontes, que está de férias. Antes de golpear a juíza com a faca, atirou-lhe uma jarra de vidro.

Testemunhas no local afirmaram que o procurador andava pelo tribunal e parecia "em estado de surto", dizendo frases sem sentido sobre "acabar com a corrupção no Brasil". Ao ser imobilizado, Matheus mostrou-se confuso. Segundo os seguranças que o detiveram, o agressor afirmou que deveria ter entrado armado no tribunal.

O procurador da Fazenda Nacional foi detido pela Polícia Federal.

Outras Notícias