O Jogo ao Vivo

São Paulo

Professor fez mais de 300 vídeos de partes íntimas de alunas no Brasil

Professor fez mais de 300 vídeos de partes íntimas de alunas no Brasil

O professor trabalhava na escola havia 20 anos e tinha uma sala exclusiva, onde a polícia suspeita que foi feita parte das gravações.

Preso por suspeita de produzir e armazenar material pornográfico, o professor Ivan Secco Falsztyn, de 54 anos, confessou ter feito mais de 300 vídeos de alunas da St.Nicholas School, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. A informação consta em interrogatório do suspeito, feito pela Polícia Civil e obtido pelo jornal O Estado de S.Paulo. O docente já foi afastado da escola.

Leia mais em Plataforma

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG