Anexação

Putin proclama Crimeia para sempre parte da Rússia

Putin proclama Crimeia para sempre parte da Rússia

O Presidente russo, Vladimir Putin, assinalou esta quinta-feira o Dia da Unidade Nacional da Rússia com uma deslocação à Crimeia, declarando que a região será para sempre parte do país.

A Rússia anexou a Crimeia em 2014, retirando-a à Ucrânia, uma jogada que o Ocidente considerou ilegítima, após a deposição do Presidente ucraniano pró-russo.

Putin exaltou a anexação, durante uma visita à cidade costeira de Sebastopol, porto de abrigo da frota russa do mar Negro.

"O nosso país recuperou a sua unidade histórica. Esse vínculo vivo e inquebrável pode ser sentido de forma especialmente forte, é claro, aqui em Sebastopol, na Crimeia", declarou.

A Crimeia "está com a Rússia para sempre agora, pois é essa a vontade soberana, livre e inflexível do povo, de todo o nosso povo", vincou Putin.

O Dia da Unidade Nacional celebra a expulsão, em 1612, das forças polaco-lituanas que ocupavam Moscovo. O feriado foi criado em 2005, em substituição da comemoração naquela data da Revolução Bolchevique, durante a era soviética.

O dia também se tornou ocasião para marchas de nacionalistas contra a imigração, mas as autoridades de Moscovo proibiram a realização de tais eventos na capital russa este ano.

PUB

Cerca de 20 pessoas foram detidas quando tentavam concentrar-se numa estação de metropolitano moscovita para um protesto nacionalista, segundo o OVD-Info, um grupo que monitoriza manifestações políticas e detenções nelas efetuadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG