Países

Putin promulga lei que retira a Rússia do tratado "Céus Abertos"

Putin promulga lei que retira a Rússia do tratado "Céus Abertos"

O presidente russo, Vladimir Putin, promulgou esta segunda-feira a lei sobre a retirada da Rússia do Tratado de vigilância militar "Céus Abertos" na sequência da saída dos Estados Unidos.

A publicação do texto no portal legislativo oficial russo ocorre a pouco mais de uma semana da primeira cimeira entre Putin e o chefe de Estado norte-americano, Joe Biden. O encontro entre os dois presidentes está marcado para 16 de junho, em Genebra, Suíça.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou Moscovo de não respeitar o tratado para justificar o abandono do acordo, que permite voos de observação a atividades militares dos Estados membros. No final de maio, Joe Biden validou a decisão da administração anterior.

Moscovo recusa-se a permanecer no tratado porque considera que outros países signatários, nomeadamente Estados europeus e o Canadá que integram a Aliança Atlântica, iriam transmitir a Washington informações sobre a Rússia.

O acordo, em vigor desde 2002, permite aos Estados-membros sobrevoarem qualquer parte dos territórios dos outros países que integram o acordo e fotografarem o solo (desde Vancouver, no Canadá, a Vladivostoque, na Rússia) para se assegurarem de que vizinhos e rivais não preparam ataques militares.

O Tratado "Céus Abertos" é um dos vários diferendos entre a Rússia e os Estados Unidos a par das questões relacionadas com os ataques informáticos russos e assuntos sobre direitos humanos na Rússia.

Na sexta-feira passada, Putin disse que pretende encontrar uma forma de melhorar as relações com Joe Biden no encontro de Genebra.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG