Pena de morte

Quinze condenados por terrorismo foram enforcados no Egito

Quinze condenados por terrorismo foram enforcados no Egito

Quinze homens condenados por "ataques terroristas" contra militares e polícias foram executados, por enforcamento, no Egito, indicaram responsáveis da polícia.

Tratou-se da maior execução coletiva no Egito desde o enforcamento de seis jiadistas em 2015.

As execuções desta terça-feira ocorreram em duas prisões onde se encontravam os homens condenados à morte por tribunais militares por ataques realizados na região do Sinai (leste), palco de uma insurreição jiadista.

Ainda há uma semana ocorreu um ataque, reivindicado pelo grupo radical Estado Islâmico, contra um aeroporto militar do norte do Sinai, durante uma visita à região dos ministros da Defesa, Sedky Sobhy, e do Interior, Madgy Abdel Ghaffar.

Desde a destituição pelo exército do presidente islamita Mohamed Morsi, em 2013, grupos extremistas atacam regularmente as forças de segurança egípcias, sobretudo no norte do Sinai.

Centenas de soldados e de polícias morreram naqueles ataques, assim como numerosos civis.